Desidratação reduz economia de 1 Trilhão da reforma para menos de R$ 850 bilhões

O economista Paulo Tafner disse à Folha que a desidratação com a votação dos destaques tirou cerca de R$ 70 bilhões da economia prevista a partir do texto-base da reforma da Previdência.

Para ele, as regras aprovadas no primeiro turno vão levar a uma economia entre R$ 820 bilhões e R$ 850 bilhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: