Ciro crítica PT e afirma que partido fez ‘chantagem’ com PCdoB

As novas jogadas políticas dadas pelo PT estão dividindo a esquerda, que se encontra na dúvida sobre quem escolher. Quem não está aprovando as medidas tomadas pelo partido dos trabalhadores é Ciro Gomes, que está realizando afirmações críticas, segundo ele as decisões petistas não estão coerentes.

Assim, o político elencado afirmou: “Haddad e Manuela são queridos amigos, mas eu estou preocupado. Isso é um convite à nação para dançar na beira do abismo”. Apresentou as alegações citadas em razão da nomeação de Fernando Haddad como vice do candidato Luiz Inácio Lula da Silva que pleiteia a vaga de presidente do Brasil. Além disso, a deputada Manuela D’Ávila (PCdoB) será “vice do vice”.

De acordo com Ciro, a decisão do PCdoB em apoiar Lula aconteceu devido a uma chantagem. Nesse sentido, alegou: “Chamaram o PCdoB na chincha e fizeram uma lista dos estados para tirar o quociente eleitoral deles e deixar o partido sem eleger deputado”.

Ou seja, a guinada política dada por Lula dividiu a esquerda, criando uma ‘oposição’ dentro do mesmo grupo político. Fator que será sentido no momento das eleições, principalmente na apuração dos votos bem como debates. A decisão paradoxal do PT causou estranheza entre os esquerdistas, na medida em que estão vendo os atos como embuste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: