PSL Ceará suspeito de candidatura Laranja

Diretório Cearense do PSL é palco da próxima suspeita de um dos candidatos do partido no Estado de ser “laranja” na campanha, a dúvida foi levantada mediante a inexpressiva votação de 3,5 mil para a candidatura de deputada estadual no qual a mesma recebeu 150 mil reais dois dias antes da eleição. Neste mesmo dia, a candidata quitou 143 mil reais a 3 gráficas responsáveis pelo material de campanha.

A candidata foi a única do Estado a receber, dentre as candidaturas femininas, a receber verbas do diretório nacional. Além dela, somente o Heitor Ferrer recebeu R$ 50 mil e declarou R$ 64 mil, muito menos que a candidata em questão, segundo consta os dados do Tribunal Superior Eleitoral.

PSL questionado respondeu que atendeu todos os trâmites legal das eleições de 2018 estipulados pelo TSE e afirma que:”Esclarece ainda, que há determinação legal expressa no sentido de que 30% (trinta por
cento) do Fundo seja destinado às candidaturas femininas, mas a forma de divisão e utilização dessas verbas, é estratégia de cada partido.” E acerca das explicações dela ser a única das candidaturas femininas a receber verba do diretório nacional, o partido se manifestou dizendo: “No caso específico da então candidata Gislani Maia, esta teve todos os valores recebidos absolutamente declarados à Justiça Eleitoral, assim como teve sua prestação de contas completamente aprovada. Ademais, deve-se ressaltar ainda, que a referida candidata foi votada em 94 municípios, obtendo mais de 3.500 (três mil e quinhentos) votos e dentre as mais de 150 candidatas foi a 17ª candidata mais votada do Estado.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: