Seis nomes ligados ao Ceará no Governo Bolsonaro

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) está na parte final de elaboração do corpo ministerial, e o Ceará terá no mínimo seis representantes no Planalto. Nesta terça-feira, a equipe anunciou nomes como General Theophilo e a médica Mayra Pinheiro, que foram indicados no pleito. Um sétimo nome poderá ser confirmado: o deputado federal Danilo Forte (PSDB) avisou ter sido convidado por Onyx Lorenzoni, para cargo voltado ao Nordeste.

Guilherme Theophilo foi divulgado pelo futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro para auxiliar na Secretaria Nacional de Segurança Pública.

A médica Mayra Pinheiro, que esteve lado a lado com Theophilo no período de campanha eleitoral, foi convidada pelo futuro ministro da Saúde foi convidada para assumir cargo na Secretaria da Gestão do Trabalho e da Educação da Saúde (SGTES).

A pediatra, que já presidiu o Sindicato dos Médicos do Ceará e se posicionou contra a vinda de médicos cubanos ao Brasil, pretende alterar o nome do programa “Mais Médicos” para “Mais Saúde”, complementando os atendimentos com outros profissionais. Mayra Pinheiro acredita que a indicação foi técnica, não política, assim como aconteceu com General Theophilo, e revelou que não pretende sair do partido, como fez o militar.

Os outros indicados no Ceará são Mansueto Almeida (Secretaria do Tesouro Nacional), e Tarcísio Gomes de Freitas (Ministério da Infraestrutura).

Como noticiou o Diário do Nordeste, há dois cearenses na equipe de transição do novo Governo: Luciano de Castro e Waldery Rodrigues Júnior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: