Agora só em 2019

O Brasil de hoje, de fato, não é o mesmo que há um ano acelerava a todo vapor com a pauta das reformas e os avanços econômicos.

As duas denúncias (e a possível terceira) contra Temer, a intervenção federal no Rio de Janeiro e a crise política que assombra Brasília desde os tempos de PT estancaram as discussões, votações e medidas do Governo.

Com esse cenário, em um ano politicamente normal, já estaríamos no mês de dezembro à espera da posse do próximo presidente.

Com a Copa do Mundo chegando e a disputa eleitoral prestes e começar, o governo Temer praticamente já acabou. Agora é feliz 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: